terça-feira, 1 de outubro de 2013

Retenção de Ovo em Aves – O que fazer em casa!?

Por
Dr. Felipe Victório de Castro Bath

Prezados leitores e amigos! Estou de volta e hoje o tema é sobre um dos maiores problemas reprodutivo que é retenção de ovos em aves. Já deixo um abraço especial aos meus amigos Jose Luis e Cida – JLC por estarem sempre presentes. Boa leitura!

Um dos maiores erros que se pode fazer é cruzar machos e fêmeas muito novos. Vejo praticamente aves adolescentes cruzando por aí. Talvez por falta de conhecimento, mas a grande maioria é por ganancia mesmo. Se na média se tem 5% de problemas com ovopostura esse percentual cresce absurdamente em aves muito jovens ou muito velhas.


O ponto de partida sem duvida é um bom controle sanitário. Todo plantel deve ter os exames atualizados de saúde. Estes quando voltados para reprodução envolve no mínimo exame de Salmonelose, micoplasmose que interferem diretamente na reprodução e qualidade dos ovos, sem esquecer o exame parasitológico de fezes. Crio que seja o mínimo e se pensar no custo x benefício não se compara. O valor de apenas 1 filhote já paga o investimento. Porque investir em sanidade é poupar o seu dinheiro. 

Mas reter o ovo não quer dizer que ele esta preso de fato ou atravessado. Na grande maioria das vezes essa retenção se faz por motivos mais simples como a fêmea não encontrar local adequado para a postura, primeira postura onde a passagem é mais estreita, ovos de tamanho anormais, presença de casca mole, atonia muscular. Ovos de casca mole revelam um problema nutricional ainda maior no plantel. Dificilmente falta luminosidade no criatório. Lembrando que o ovo demora de 18 a 36 horas para formar sua casca e postura precipitada pode ocorrer com casca mole caso esta fêmea passe por alguns estresses de manuseio, transporte, etc.. 

Quanto as dimensões e qualidade de casca de ovo normalmente as doenças acima citadas tem grande participação, assim como azoospermia ou esterilidade no macho ou falta de postura de ovos na fêmea. Aquela fêmea que gala, mas não coloca ovos deve ser investigada, assim como os galadores que galam e não enchem nada ou falham. 

Do ponto de vista pratico e para dar um conforto para o animal algumas medidas são fundamentais para que esta fêmea coloque o ovo e sobreviva. A primeira dessas é fornecer uma fonte de calor para esta ave. Pode ser um aquecedor de gaiola, uma lâmpada de 40 ou 60W próximo a gaiola ou bolsa térmica. O importante é aquecê-la para que economize energia e tenha um conforto melhor. O segundo passo é fornecer uma fonte de energia, uma vez que a ave estará se alimentando pouco e bebendo pouca agua a opção é colocar uma pitada de açúcar na agua dando-lhe energia suficiente para retomar as contrações. 

Obviamente qualquer ave debilitada deve ter sua dieta reforçada e aí depende da espécie em questão, mas de tudo para este animal que esteja ao seu alcance. E como ultimo recurso disponível em casa pode fazer leve massagem com movimentos circulares próximos a cloaca da ave. Caso a postura não ocorra em 24 horas não se aventure em automedicações ou a leigos na internet e leve sua ave ao veterinário especializado mais próximo. Não se esqueça de que mesmo após colocar esse ovo a ave ainda precisa de cuidados e deve ficar em observação.  

Despeço-me por aqui. Desejo a todos um ótimo mês! "Sempre é tempo de se aprender".


Teve alguma dúvida?! Então deixe um comentário!


Dr. Felipe Victório de Castro Bath
Médico Veterinário CRMV-RJ 8772
Especialista em Biologia, Manejo e Medicina da Conservação dos Animais Selvagens SENAC/RioZOO
Mestre em Microbiologia Veterinária pela UFRRJ

Tel.: (21)81014122/ (21)78795270
ID.:10*96860 / (21)22786652
felipebath@hotmail.com / www.niaas.com.br
Rua Campos Sales, 109 Tijuca Rio de Janeiro – RJ  CEP.: 20550-160 

3 comentários :

  1. acompanho o blog e leio sempre as matérias publicadas que são de grande ajuda e valor, ja passei por esse problema em casa com canarias do reino e codornas chinesas, ao perceber a situação aguardava algumas horas, mas ao perceber a fêmea ficando parada debilitada sem comer, beber e com febre, por falta de um profissional como ultimo recurso acabava utilizando alguns métodos relatados por alguns criadores: pingar algumas gotas de azeite no bico e cloaca, massagem no local onde o ovo esta preso, e rolagem da fêmea dentro de um vidro, e por final para a febre por minha conta usei para canaria 2 gotas de ibuprofeno 100mg em 100ml de agua do bebedouro e para codorna 2 gotas no bico e 2 gotas em 100ml de agua, tanto para a canaria e para a codorna 1 hora após administração do ibuprofeno ambas voltaram a se alimentar normalmente e mesmo ainda não tendo colocado o ovo o que aconteceu em 24 horas.

    abraço a todos
    emilio.

    ResponderExcluir
  2. acompanho o blog e leio sempre as matérias publicadas que são de grande ajuda e valor, ja passei por esse problema em casa com canarias do reino e codornas chinesas, ao perceber a situação aguardava algumas horas, mas ao perceber a fêmea ficando parada debilitada sem comer, beber e com febre, por falta de um profissional como ultimo recurso acabava utilizando alguns métodos relatados por alguns criadores: pingar algumas gotas de azeite no bico e cloaca, massagem no local onde o ovo esta preso, e rolagem da fêmea dentro de um vidro, e por final para a febre por minha conta usei para canaria 2 gotas de ibuprofeno 100mg em 100ml de agua do bebedouro e para codorna 2 gotas no bico e 2 gotas em 100ml de agua, tanto para a canaria e para a codorna 1 hora após administração do ibuprofeno ambas voltaram a se alimentar normalmente e mesmo ainda não tendo colocado o ovo o que aconteceu em 24 horas.

    abraço a todos
    emilio.

    ResponderExcluir
  3. olá Dr. Felipe talvez possa me ajudar doutor meu trinca estar com muda de bico o que devo fazer? se poder me ajudar desde já lhe agradeço!!!!!

    ResponderExcluir