segunda-feira, 21 de abril de 2014

Intoxicação nas Aves

Uma das maiores ocorrências na Clinica Veterinária de Aves ornamentais são as intoxicações.

As causas podem ser variadas, e nem sempre percebemos que o perigo está bem próximo das aves. Na maioria das criações domésticas, as aves ficam dentro de casa ou na cozinha ou na área de serviço, já houve relatos de intoxicação por Politetrafluoretileno, polímero antiaderente que reveste algumas panelas, intoxicações por produtos químicos em aerossol como inseticidas, desengordurantes, aromatizantes entre outros. Intoxicações alimentares também são bem comuns, e estão relacionadas ao manejo; Sementes, rações industrializadas, frutas, verduras e legumes, devem ser trocados diariamente para evitar fermentações e possíveis intoxicações.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Problemas provocados por fungos e micotoxinas alimentares

Por
Afonso Babra Garcia – Espanha

Uma das revelações mais interessantes e recentes dos estudos relacionados com a alimentação das aves é a do significado negativo que a presença dos fungos nas sementes e rações que administramos a elas, que podem chegar a elaborar subprodutos altamente tóxicos, como são as micotoxinas.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Poema em defesa do canto dos sabiás-laranjeira

"Lendo por vários dias comentários sobre a reportagem do Sabiá Laranjeira, eu, como poeta, não poderia de deixar de comentar o assunto. Me sentiria até um pouco envergonhado de não fazê-lo."

Essa é a minha opinião como cidadão urbano e como poeta:



Sabiá laranjeira
Canta a noite inteira
É bonito sim...
Pousa em minha janela canta para ela
Canta para mim...
O teu canto triste mais lindo que existe
Me faz chorar...
Essa melodia é mais que uma poesia
É mais que um sonhar...
Vara a madrugada até alvorada
O teu chilrear...
É da cumeeira é da goiabeira
Desde o arrebol...
Regendo a orquestra musa dos poetas
Até o nascer do sol...
Sabiá laranjeira é bonito sim...
Sabiá laranjeira canta para mim...

Autor: Benedito Aleixo de Sorocaba (SP).

--
Fonte: Folha de São Paulo - Meu Olhar. Disponível em: http://goo.gl/63TYq4. Acesso em: 17 de dez. 2013

segunda-feira, 31 de março de 2014

Ivomec: Mocinho? Vilão? Ou outra vítima de mau uso?

Por
Rodrigo Silva Miguel


O uso do Ivomec na criação de aves ornamentais começou como o de vários outros medicamentos, como antibióticos, anti-inflamatórios, etc.: com adaptações de fármacos produzidos para mamíferos como cães, bovinos e até mesmo humanos, ou da avicultura de produção, onde considerando-se os pesos das aves, as doses são altíssimas.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Prevenção de Doenças e os "Medicamentos Preventivos"

Por
Dr. César Garcia Capel Wenceslau 

Atualmente, sabe-se que a prática realizada por humanos de criar (manter e reproduzir) qualquer espécie animal está sustentada por quatro pilares fundamentais, que são: Nutrição, Sanidade, Genética e Manejo. Se algum destes pilares estiver deficiente, provavelmente o sucesso na criação não será conseguido de forma plena. Dentre estes pilares, a Sanidade se destaca justamente pelo fato de possibilitar a manutenção de animais saudáveis, propiciando desta forma a sua produtividade e longevidade. Dentre os conceitos que envolvem a Sanidade Animal, um conceito antigo já bastante conhecido é que “prevenir é melhor do que remediar”. Este conceito sugere que é mais fácil, rentável e produtivo trabalhar de forma a impedir que os animais fiquem doentes do que usar medicamentos em casos de enfermidades já instaladas. Entretanto, muitas vezes, criadores de aves ornamentais acabam por entender este conceito de forma distorcida.