sábado, 8 de março de 2014

Sinal x Sintomas em Aves - Prevendo Algo de Errado

Por
Dr. Andre Salabert



Olá Leitores! Hoje venho trazer informações sobre sinais de doenças em aves. Primeiramente é importante esclarecer a diferença entre sintomas e sinais, a diferença entre sintoma e sinal é que o sinal é aquilo que pode ser percebido por outra pessoa sem o relato ou comunicação do paciente e o sintoma é a queixa relatada pelo paciente, mas que só ele consegue perceber, ou seja, podemos concluir então que animais não apresentam sintomas, e sim sinais de doenças. 

As aves, por mais domesticadas que sejam ainda apresentam seus instintos, e por conta disso demoram a demonstrar que estão doentes, só apresentam sinais de doença na maioria das vezes quando já se apresentam em estados mais avançados do agravo a saúde. Isso se deve justamente ao seu instinto natural ainda presente, já que na natureza uma ave doente é um alvo mais fácil para predadores e ainda corre o risco de ser abandonada pelo bando. Claro que temos casos de aves extremamente humanizadas, como calopsitas ou ararajubas, que podem se mostrar bem dependentes do ser humano, mas mesmo essas ainda tendem a demorar a apresentar sinais de doenças. Bom e no que isso pode interferir na saúde de seu pet? Irá interferir na medida em que provavelmente quando você perceber alguma alteração na saúde de seu animal ele provavelmente já estará em um estado avançado da doença. 

Para evitar isso se deve sempre observar a gaiola da sua ave, procurando possíveis alterações nas fezes, avaliar se a ave está se alimentando normalmente, sua ingestão de água, se ela teve alguma alteração na sua rotina diária, como não cantar nos horários em que normalmente canta, ou ficar mais quieta, e por ai vai. Podemos citar aqui alguns sinais inespecíficos de doenças em aves como, por exemplo, penas eriçadas, falta de apetite, fezes com coloração e consistência anormal, secreções oculares ou respiratórias, mudanças no comportamento habitual, etc. Devemos nos atentar que esses sinais são inespecíficos e ao notar alguma alteração do tipo a conduta correta a ser tomada deve ser sempre a de levar sua ave a um Médico Veterinário, pois para chegar a um diagnóstico outras ferramentas serão utilizadas além dos sinais de doença, como exames complementares, histórico do animal, etc. 

Portanto se você preza pela saúde e bem estar de suas aves sempre preste bem atenção na rotina de seu pet e nos possíveis sinais que o mesmo possa apresentar ao notar alguma mudança no comportamento normal da ave ou a presença de algum possível sinal de doença leve seu pet para uma consulta com um médico veterinário especializado. Tomando essas providencias você irá trazer bem estar a sua ave, e acima de tudo irá prezar pela saúde de seu pet. Espero ter esclarecido algumas dúvidas.


Teve alguma dúvida?! Então deixe um comentário!


Núcleo de Internação para Aves 
e Animais Silvestres
Médico Veterinário CRMV-RJ 8772
Especialista em Biologia, Manejo e Medicina da Conservação dos Animais Selvagens SENAC/RioZOO
Mestre em Microbiologia Veterinária pela UFRRJ

Tel.: (21)81014122/ (21)78795270
ID.:10*96860 / (21)22786652
felipebath@hotmail.com / www.niaas.com.br
Rua Campos Sales, 109 Tijuca Rio de Janeiro – RJ  CEP.: 20550-160 

Nenhum comentário :

Postar um comentário