segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A Dicotomia Da Criação De Aves Em Gaiolas

Por 
Alessandro Perin e Paulline Carrilho

Criar pássaros em gaiolas é uma prática que divide opiniões. Há quem defenda a liberdade dos pássaros na natureza, há quem opte por cuidar deles em casa, dentro de uma gaiola com todos os cuidados especiais. Também apoiamos o bem-estar das aves, por isso incentivamos a criação de aves exóticas, as quais não são encontradas na fauna brasileira e justamente por isso, são muito mais bem cuidados em gaiolas, não sobrevivendo sozinhos na natureza do nosso País.

Engana-se quem pensa que os pássaros sofrem “enjaulados”. No torneio de pássaros pude notar os cuidados desprendidos pelos donos das aves, com direito à ração especial e toda atenção por parte de seus proprietários, que zelam cuidadosos por seus pássaros de estimação. Incentivamos, sim, a criação de aves exóticas até mesmo como forma de inibir o tráfico ilegal de aves silvestres, os quais são retirados violentamente do seu habitat natural, para serem vendidos a preços irrisórios no mercado ilegal. Comprar uma ave certificada, com saúde e bem cuidada, é um estímulo à preservação da natureza.

Essa opinião é corroborada inclusive por quem cria e conhece essa realidade de perto, como o criador de canários, João Rocha, que durante o torneio, em conversa informal com a equipe do Blog Aves e Notícias, afirmou que “na realidade a criação de pássaros exóticos é uma forma de preservação das aves da natureza, pois os amantes de aves podem se dedicar a uma grande variedade de pássaros exóticos com cores e formas diferentes, os quais não são retirados do seu habitat natural para serem vendidos, violando o equilíbrio da natureza”.

--
Fonte: Aves e Notícias

Um comentário :