terça-feira, 4 de maio de 2010

O IBAMA não tem relação apenas com animais

Por 
Kamilla Lima

Chega a 54 o número de veículos que se deterioram no pátio do IBAMA e não há previsão para o problema ser resolvido.

O centro de triagem de animais repletos de restos de carros.
(Foto: Kamilla Lima/Fotec)
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) funciona como garagem de carros apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal. Há mais de dois anos os carros que deveriam ir a leilão pelo Departamento de Trânsito (DETRAM) enferrujam próximo a oficina do órgão que tem como função desenvolver atividades de preservação e conservação do patrimônio natural. Muitos são colocados também próximos a árvores centenárias e a área de triagem dos animais silvestres.


No local foram identificados veículos de diversas marcas, ano de fabricação e situações. Alguns por conterem materiais ilícitos, outros envolvidos em acidentes. Neste ano chegaram quatro veículos, dentre eles estava uma caminhonete com marcas de tiros, envolvida numa perseguição policial, ocorrida em 1° de Agosto de 2009, no qual os oito criminosos morreram.

O DETRAM realiza todos os anos o leilão de veículos apreendidos ao longo do ano anterior, estes carros são aqueles provenientes de apreensão por conduta ilegal do automóvel, excesso de velocidade, multas sem pagamento e habilitação irregular. Porém os carros impróprios para uso não têm destino certo, ficando a mercê do Governo Federal.

O lacre da Justiça Federal não remete segurança alguma a fauna do órgao.
(Foto: Kamilla Lima/Fotec)

O problema com veículos abandonados e apreendidos, não se limita apenas ao IBAMA. No início do ano um levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal apontou cerca de 5.000 veículos em seus pátios. Segundo o PRF Francisco Agostinho, isso acontece porque há uma grande burocracia para os veículos serem leiloados e por falta de lugar eles recorrem a outras Instituições Federais.

O cemitério de carros está preso num lugar onde a liberdade 
está em primeiro plano.(Foto: Kamilla Lima/Fotec)

--

Nenhum comentário :

Postar um comentário