sábado, 4 de setembro de 2010

Nematóides do Aparelho Digestivo

Por
Stella Mariz Benz


Ascaridia sp. Conhecida como lombriga, é o helminto mais comumente encontrado nas aves. Acomete praticamente todas as aves. Os vermes adultos são encontrados no intestino, porém as formas jovens fazem um ciclo hepático e pulmonar, até ser eliminado pela secreção pulmonar e chegar ao intestino, onde produzem os ovos eliminados nas fezes e diagnosticado ao exame parasitológico. Provocam  irritação intestinal, enterite e dilatação do tubo digestivo. Em outros órgãos podem causar lesões de destruição de tecido e morte da ave.

Capilária sp. Encontrada em aves de quintal psitacídeos, passeriformes, selvagens etc. Pode acometer papo, esôfago, pró-ventrículo, moela, intestino delgado e até mesmo ceco, causando espessamento destes órgãos, inflamações da mucosa, ulcerações, pois são fixos na mucosa. Os sintomas são diarréia, anemia, emagrecimento e morte. O diagnostico pode ser feito com exame parasitológico de fezes.


Disfarynx sp. Pode ser encontrado parasitado em várias espécies de aves domésticas e ornamentais, assim como silvestres. Ataca esôfago, pró-ventrículo e intestino fixando-se à mucosa do órgão. Podem provocar úlceras. A infestação é geralmente intensa, determinando sensíveis perdas. O diagnóstico é feito com o achado de ovos nas fezes. Causa apatia, emagrecimento, fraqueza, perda de apetite e morte. Usa como hospedeiro intermediário crustáceos.

Tetrameres sp. Encerra nematóides que provocam lesões graves no pró-ventrículo de aves domesticas, ornamentais e silvestres. Os parasitas penetram na porção glandular do órgão destruindo este e sua função digestiva. Os ovos são eliminados nas fezes larvados. Necessitam de um hospedeiro intermediário (crustáceos e insetos).

---
Fonte: Revista Pássaros - ano 14 - nº 76

Nenhum comentário :

Postar um comentário