terça-feira, 8 de março de 2011

Cegueira nas aves

Por
Drª Ana Roberta de A. Coutinho

A cegueira é incomum nas aves. Pode ser causada por lesões centrais ou perifericas. As lesões periféricas incluem uma opacidade nos meios visuais (por exemplo, cornea, cristalino) ou lesões retinianas.

A cegueira resultante de uma encefalite pode resultar em outros sinais neurologicos.


Causas mais comuns

Agentes Infecciosos: qualquer microrganismos que cause encefalite.

  • Bacterianos: microrganismos que causam encefalite;
  • Clamidias: Chlamydia psittaci;
  • Virais: encefalomielite por picornavirose aviária, outras viroses que causam encefalite.
  • Fúngicos: Microrganismos que causam encefalite;
  • Parasitários: toxoplasmose, outras afeccções que causam encefalite.

Agentes Metabólicos: encefalopatias hepaticas (lipidiose hepatica, micotoxicose, hemocromatose e hepatopatia induzida por vacina).

Agentes Tóxicos: chumbo, organoclorados, cefaloridina.

Agentes Físicos: acidente vascular cerebral, infartamenteo isquêmico, cataratas, traumatismo, aterosclerose.

Agentes Neoplásicos: hipofisários, oculares.

Agentes Desenvolvimentares: criptoftalmia; microftalmia; mal desenvolvimento do corpo celiar, da retina e da pectina; displasia retiniana; cataratas congenitas.

As causas comuns de cegueira nos psitaciformes incluem traumatismos, toxicose por chumbo e encefalopatias hepaticas. Os acidentes cerebrovasculares também constituem uma causa comum de cegueira nos periquitos australianos.

Os passeriformes são comumente afetados por cataratas, lipidose e hepatica ou hemocromatose. As aves de rapina ficam comumente cegas como resultado de traumatismo.

As cataratas resultam comumente de traumatismos, idade avançadas ou inflamação intra-ocular, ou ainda é congenital. O traumatismo é uma causa comum de cataratas nas aves de rapina. As cataratas congenitas são comuns nos canários e araras.

A toxoplamose afeta primeiramente os Galináceos e os Passeriformes. A encefalomielite por picornavirose aviária pode causar uma cegueira nos pombos e galináceos. Os adenomas hipofisários são comuns nos periquitos australianos. As aves afetadas tem geralmente cerca de 4 anos de idade e são mais frequentemente machos.


Os truamatismo ou acesso a toxinas potenciais ou doenças infecciosas. As aves isoladas e as coleções fechadas ficam comumente doentes devido a toxicoses, traumatismos, problemas metabólicos, neoplasias ou acidentes cerebrovasculares. As aves recém-expostas a outras aves podem ficar doentes como resultado de doenças infecciosas, incluindo infecções virais, clamidias, parasitárias e bacterianas, ou de problemas que ocorrem em aves isoladas. Suspeitam-se de causas tóxicas e infecciosas quando muitas aves são afetadas.
Uma história de exposição ou acesso a uma toxina potencial é significativa em uma ave cega. As toxinas que podem causar cegueira incluem chumbo, organoclorados, cefaloridina e micotoxinas.

As rações contaminadas com micotoxinas podem resultar em anormalidades que causam cegueira. A ingestão dose tóxica de micotoxina pode resultar em morte em poucos dias. Uma exposição crônica pode causar hepatopatia, levando a encefalopatia hepatica e cegueira associada.

O início de sinais depois da ingestão alimentar pode indicar encefalopatia hepatica.

A exposição a fezes de gato possui importância clínica. A toxoplasmose é adquirida através da ingestão de oocistos nas fezes de gatos infectados e exposição a artrópodos coprófagos ou a suprimentos de alimento ou água contaminados com fezes provenientes de gatos infectados.

A catarata também pode ser comum nas aves idosas, onde pode-se observar uma opacidade causada pela degeneração do cristalino, proveniente da idade, também as aves apresentam uma coloração mais clara nos olhos, e muitos clientes chamam esse processo patológico de "mancha nos olhos", ou "olho turvo", "gota perena", entre outros.

A consulta com a medicina especializada em aves é de suma importância, para que se possa obter um diagnostico fidedigno e assim realizar o tratamento mais apropriado.

Não exite em procurar auxilio em qualquer problema nos olhos de suas aves, pois estes são extremamente sensíveis e precisam de tratamento específico. No caso de ter entrato um corpo estranho, pode-se antes ir para  consulta, lavar com soro fisiológico 0,9%.



Dr.ª Ana Roberta de Almeida Coutinho
Medicina de Aves - Clínica Médica
Especializada em Aves 
CRMV-RJ 6954

--
Fonte: Revista Pássaros - Ano 14 - nº 80

2 comentários :

  1. Olá!
    Bem,meu pixarro tem uma mancha "branqueada" em um dos olhos.Pode sre catarata!
    O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  2. meu Trica ferro tem um dos olhos com esse mancha branca ( gota de sereno ), acho que é pela idade, e a pouco tempo começou a aparecer no outro olho também , ele enxerga bem pouco, será de isso tem cura atraves de medicamento ou cirurgico, tem algo que eu possa fazer pra ajuda lo , porfavor preciso de uma resposta com urgecia pra poder ajudar meu passaro

    ResponderExcluir