sexta-feira, 8 de julho de 2011

Projeto susta norma do Ibama que restringe a criação de pássaros

Sexta-feira, 08 de julho de 2011


Mendonça: norma do Ibama atinge criadores legalizados

A Câmara analisa o Projeto de Decreto Legislativo 215/11, do deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), que susta norma sobre a criação de pássaros (Instrução Normativa 15/10) elaborada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A Constituição permite que o Congresso derrube normas do Executivo (decretos, portarias, instruções normativas e outros) que extrapolem a competência regulamentar concedida pela lei.

A instrução normativa do Ibama, entre outros pontos, limitou em 30 o número de aves permitidas para o criador de pássaros amador, além de endurecer os critérios para a emissão de licença aos criadores de aves de estimação.

Dados do comprador

Para quem comercializa animais, a norma do Ibama obrigou o registro, em banco de dados do órgão, de toda venda realizada, inclusive os dados do comprador. O Ibama também proibiu que criadores de pássaros, amadores ou não, sejam criadores de outras espécies animais.

Na avaliação do deputado, a instrução normativa impediu a atuação de criadores já legalizados e interessados na preservação das espécies de aves.

Ele afirma que o Ibama “esqueceu que a criação de pássaros cativos é um importante mecanismo para assegurar a existência de algumas espécies, contribuindo para a preservação da biodiversidade e possibilitando a reintrodução de espécies ameaçadas de extinção ou mesmo extintas em seu habitat”.

Tramitação

A proposta será analisada pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

--

Um comentário :

  1. Olá amigos,

    Respeito as opiniões de todos, porem gostaria de dar a minha também.
    Acho que o Ibama deveria dar oportunidade a quem já cria pássaros e cadastra-los contando os pássaros que ele já tem ao invés de toma-los e multa-los, pois muitos acabam morrendo no deposito do Ibama, se a pessoa tivesse 4 pássaros, esses seriam registra
    dos e legalmente anilhados, mais se ele insistis
    se em comprar pássaros ilegal perderia os já registrados e pagaria a multa e seria recolhido a prisão, pois fica claro que o mesmo não tem interesse nenhum em respeitar as leis ambiental.

    ResponderExcluir