sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Como proceder na aquisição de uma nova ave

Por
Dr. André Salabert
Dr. Felipe Bath

O tema abordado hoje e uma pergunta muito frequente na clinica de aves, engloba pessoas que já possuem uma ou mais aves e gostariam de adquirir mais aves, porém com os devidos cuidados para que doenças ou outros tipos de problemas não acometam as aves preexistentes. Durante o artigo abordaremos os principais problemas relacionados a esse tema e as possíveis soluções. 

O primeiro cuidado a ser tomado é em relação ao local onde a nova ave será adquirida, pois só com essa atitude podemos reduzir muito a chance da nova ave a ser adicionada a residência ou plantel ser portadora de alguma doença infectocontagiosa, tanto para as aves quanto para as pessoas que entram em contato com ela (Criação de Calopsitas: Quanto vale a saúde de sua família?). Isso porque os criadores sérios possuem um acompanhamento medico veterinário de seus planteis além de exames periódicos, por conta disso essa é a primeira dica para você que quer adquirir mais uma ave, ou mesmo caso seja sua primeira ave. Nós possuímos um programa de Assistência Técnica a partir de R$50,00 para você criador que está lendo este artigo e quer ser um criador com acompanhamento veterinário.


Outro procedimento fundamental e muitas vezes esquecido pelos proprietários é a quarentena, deve ser feita em qualquer ave nova a se juntar com as adquiridas anteriormente, como o próprio nome já sugere é indicado que fique pelo menos 40 dias em observação, observando parâmetros como alimentação, fezes, estado corporal, presença de sinais de doença, comportamento etc. Nesse período a ave deve ficar em uma gaiola separada sem entrar em contato com as demais, deve ainda receber uma dieta variada e equilibrada tentando em um primeiro momento seguir o que vinha sendo feito no criatório que a adquiriu. Uma vez estando tudo bem esta ave poderá ai sim ser apresentada as outras aves e viver junto delas. 

A quarentena é muito importante porem não anula por completo a chance de a ave comprada ser portadora de alguma doença, já que em alguns casos observamos bactérias (Megabacteria em Aves: A verdade omitida) com grande período de incubação, ou seja, a ave aparentemente não irá apresentar sinais de doença, mas pode ser uma portadora em período de incubação, e liberar a bactéria no ambiente contaminando assim as demais aves, portanto exames para detecção das doenças mais comumente detectadas em aves é de fundamental importância, para que tenhamos certeza de que tal ave não é se quer portadora de nenhuma doença infecto contagiosa. Como exemplo podemos citar a coccidiose (Coccidiose: Entendendo o Mistério!), clamidiose (Clamidiose em Calopsitas: Uma doença temida por todos), micoplasmose (Micoplasmose em Aves: Picada de mosquito e batedeira), etc. Também é fundamental que essa ave seja levada para uma consulta com um veterinário especialista na área, já que nessa consulta a ave será examinada e serão detectados possíveis sinais de alguma doença, além da solicitação dos exames necessários, portanto sempre que adquirir uma nova ave leve-a a um medico veterinário especialista. 

A observação de presença de ectoparasitas (PIOLHOS, ÁCAROS e o uso de IVERMECTINA em Aves!?) também é de fundamental importância na consulta. Em caso de duvidas um exame nas penas pode ser necessário. A questão comportamental também é relevante, portanto não saia simplesmente colocando as aves no mesmo recinto sem antes introduzir uma a outra com calma e paciência, pois as duas podem brigar e até mesmo matar uma a outra, observe o comportamento, se há alguma agressividade, e depois de ter certeza que não irão brigar coloque-as juntas. 

Espero ter esclarecido algumas dúvidas, caso tenha permanecido alguma estamos abertos 24 horas por dia na Rua do Matoso, 65, Praça da Bandeira - RJ. 

Forte abraço e ate à próxima.

Nenhum comentário :

Postar um comentário