sábado, 6 de junho de 2015

Paramixovirose

Por
Luiz Alberto Shimaoka
Médico Veterinário

É uma doença viral altamente difundida nas aves domésticas e silvestres. Podendo apresentar diversas faces e sintomatologias diversas. Dentre as paramixoviroses a doença de Newcastle é a mais temida, pois pode por si só dizimar até mesmo 60 % do plantel. No Brasil a sua comunicação é obrigatória aos órgãos competentes e o plantel acometido é totalmente destruído por lei. 

A família Paramixovírus é bastante ampla e com vários tipos dentro desta família, sendo que a doença de Newcastle pertence ao tipo 1. A transmissão deste agente se dá pela eliminação do mesmo para o ambiente durante toda a fase de incubação, fase clínica fraca da doença e até mesmo na sua fase final. Esta eliminação para o meio ambiente ocorre no ar expirado, nos espirros, tosse, nas fezes, nos ovos e inclusive em sua carcaça. A via de infecção se dá pelas vias respiratória (respirando o ar contaminado) e oral (ingerindo alimento e água contaminados). Desde o momento do contato até o início dos sintomas pode decorrer um período de 4 a 7 dias. As aves contaminadas podem assim infectar o nosso ambiente e assim transmitir em pouco tempo para todo o nosso plantel. 


Como sintomatologia clínica, podemos ter diversos sinais, dependendo da cepa ou variedade viral. As variedades mais brandas ou fracas desenvolvem sintomas mais amenos, enquanto as mais agressivas podem promover quadros graves, culminando inclusive em morte de muitas aves de um mesmo plantel. A taxa de mortalidade, ou seja, a porcentagem de aves que podem morrer com o desenvolver da doença pode chegar até mesmo a proporções de 60 % ou mais somente pela ação da doença. As aves que sobrevivem podem se tornar resistentes ou com doença crônica. Os sintomas podem variar desde tosse, espirros, incoordenação motora, tremores no corpo, nas asas e na cabeça, paresias e paralisias parcial ou total, dificuldade de deglutição (dificuldade de comer), dificuldade de se posicionar em poleiros, inchaço de cabeça, dificuldade de voar, convulsões, emagrecimento, perda de reservas do corpo com emagrecimento e sua evolução pode assim culminar em morte. No homem o doença de Newcastle pode levar ao aparecimento de conjuntivite, mas esta se mostra transitória e de recuperação natural. 

O diagnóstico definitivo é através de exames de laboratório. O tratamento não existe A prevenção é complicada, pois só podemos descartar a doença após a confirmação laboratorial (inclusive para doença de Newcastle). 

Quando nos deparamos com aves que apresentam sintomatologia parecida com as descritas, podemos estar diante desta doença. As dificuldades são imensas e as tentativas de se contornar o mal são várias. Acredito que nunca devemos nos dar por vencidos e mesmo não tendo muitas esperanças com relação a estes animais, sempre devemos tentar mais uma vez. Afinal quem nos garante que é esta doença sem efetuarmos os devidos exames?? Boa sorte a todos e sempre que necessário procurem o auxílio de um Médico Veterinário.


--
Fonte: Slideshare. Disponível em: http://goo.gl/egy8IN. Acesso em 14 de jan. 2015

Nenhum comentário :

Postar um comentário